10 de Fevereiro de 2022

Os boletins epidemiológicos e institucionais são documentos criados pela equipe de vigilância do Guardiões da saúde(GV). Ambos abrangem uma visão geral da situação de saúde da comunidade inscrita no GS, sendo que o o boletim institucional contém dados somente dos estudantes e funcionários da UnB. Atualmente o foco dos boletins é a Covid, e as síndromes gripais.

 

Boletim N°92

ACESSO

 

Boletim N°91

ACESSO

 

Boletim N°90

ACESSO

 

Boletim N°89

ACESSO

 

Boletim N°88

ACESSO

 

Boletim N°87

ACESSO

 

Boletim N°86

ACESSO

  

Boletim N°85

ACESSO

 

Boletim N°84

ACESSO

 

Boletim N°81

ACESSO

 

Boletim N°80

ACESSO

 

Boletim N°79

ACESSO

26 de Janeiro de 2022

Os boletins epidemiológicos e institucionais são documentos criados pela equipe de vigilância do Guardiões da saúde(GV). Ambos abrangem uma visão geral da situação de saúde da comunidade inscrita no GS, sendo que o o boletim institucional contém dados somente dos estudantes e funcionários da UnB. Atualmente o foco dos boletins é a Covid, e as síndromes gripais.

 

Boletim N°77

ACESSO

 

Boletim N°75

ACESSO

 

Boletim N°74

ACESSO

 

Boletim N°73

ACESSO

 

Boletim N°70

ACESSO

24 de Janeiro de 2022

Plano de Contingência no enfrentamento à pandemia do COVID-19 da Coordenação de Atenção e Vigilância em Saúde.

 

ACESSO

27 de Outubro de 2021

Segue links dos Relatorios de Situação Semanal 

 

Relatório Dia 16/07/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 09/07/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 02/07/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 25/06/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 18/06/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 11/06/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 04/06/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 28/05/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 21/05/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 14/05/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 07/05/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 30/04/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 23/04/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 16/04/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 09/04/2022

ACESSO

 

Relatório Dia 02/04/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 26/03/2022

ACESSO

CARD 

 

Relatório Dia 19/03/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 12/03/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 05/03/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 19/02/2022

ACESSO 

CARD

 

Relatório Dia 12/02/2022

ACESSO 

CARD

 

Relatório Dia 5/02/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 29/01/2022

ACESSO

CARD

 

Relatório Dia 22/01/2022

ACESSO

 

Relatório Dia 15/01/2022

ACESSO

 

Relatório Dia 08/01/2022

ACESSO

 

Relatório Dia 01/01/2022

ACESSO

 

Relatório Dia 18/12/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 11/12/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 04/12/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 20/11/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 13/11/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 30/10/2021

ACESSO

 

Relatorio Dia 23/10/2021

ACESSO

 

Relatorio Dia 16/10/2021

ACESSO

 

Relatorio Dia 09/10/2021

ACESSO

 

Relatorio Dia 02/10/2021

ACESSO

 

Relatorio Dia 25/09/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 18/09/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 11/09/2021

ACESSO

 

Relatório Dia 04/09/2021

ACESSO

 

Relatorio Dia 28/08/2021

ACESSO

13 de Outubro de 2021

- Em Construção -

- Em Construção -

13 de Abril de 2021

Sala de Situação da UnB ganha espaço no DF e no país no enfrentamento a epidemias

Em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz, uma plataforma cooperativa também passou a auxiliar a tomada de decisões relativas ao enfrentamento da covid-19

12jun2020 logo salasituacao v1
A Sala de Situação da UnB foi criada em 2017 e ganhou força com a pandemia do novo coronavírus. Imagem: Sala de Situação/UnB

 

Criada em 2017, a partir de um projeto de extensão da Faculdade de Ciências da Saúde (FS), a Sala de Situação da Universidade de Brasília tem o objetivo de apoiar o monitoramento, a análise e a definição de ações em saúde junto a estudantes e gestores da área na tomada de decisão. O espaço tem ainda a missão de dar suporte pedagógico e tecnológico para ensino, pesquisa e extensão que permita melhor caracterização e interação entre diferentes atores institucionais e a realidade epidemiológica e tecnológica do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Em três anos de funcionamento, a iniciativa firmou-se no âmbito da Universidade de Brasília, atuou em diversas frentes no Distrito Federal e, com resultados significativos, neste ano – em pleno período de isolamento social para combate à pandemia do novo coronavírus – fez também uma parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Brasília, quando lançaram conjuntamente a Plataforma de Inteligência Cooperativa com Atenção Primária à Saúde para o enfrentamento da covid-19 nos territórios (Picaps).

 

Ao reunir esforços de aproximadamente 300 pessoas das duas instituições – entre docentes, técnicos, pesquisadores, estudantes e residentes –, a Picaps atua para fornecer o acesso de informações de inteligência para os profissionais de saúde que atuam na atenção primária, com base em dados sobre o fluxo de pessoas e dos grupos mais vulneráveis à covid-19.

 

“Agora esses dois atores juntos têm o potencial de conseguir trazer uma velocidade maior entre o que é coleta de dados lá na ponta [na unidade de saúde, na comunidade, na mobilização e no estímulo às lideranças locais] e integrar isso com tecnologias robustas de análise de dados e de vigilância para o enfrentamento da covid-19", afirma o professor Jonas Brant, da Faculdade de Saúde, coordenador da Sala de Situação e um dos responsáveis pela iniciativa Picaps.

 

Para ele, trata-se de uma situação ganha-ganha: "uma equipe que trabalha mais na ponta, no campo, e uma que trabalha mais na inteligência dos dados para a tomada de decisão. É aí que essas duas instituições ganham força”, destaca. 

 

Segundo o docente, a Fiocruz tem um importante projeto de residências multiprofissionais – são cerca de 200 residentes trabalhando em terreno, com forte atuação voltada para a escala local – e outro para o desenvolvimento de tecnologias de suporte a decisões e resposta a emergência, para o qual recentemente captaram recursos da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF). E a Sala de Situação da UnB tem um projeto grande de suporte a territórios, mais voltado para Regiões de Saúde do DF, Regiões Administrativas e municípios vizinhos.

“Esse tem sido o design que temos construído para dar suporte aos territórios, seja com ações de estímulo às lideranças locais para o enfrentamento de epidemia lá nas comunidades, seja com análise de dados e modelagem para poder prever os rumos da epidemia”, explica Brant, que é epidemiologista.

 

A plataforma de inteligência cooperativa tem trabalhado com ênfase na gestão de projetos e estratégias, inclusive para coordenar crises, e com uso de tecnologias de informação e comunicação para dar o apoio necessário.

Os pilares que regem a parceria no momento são quatro: o de construção de cenários – a modelagem analisa o presente e tenta predizer o futuro da epidemia; o de vigilância em saúde, que usa os dados das predições e das tecnologias para entender o que está acontecendo e propõe como organizar melhor o processo de vigilância, que ações podem ser desencadeadas e ajuda a definir os métodos para que elas possam ocorrer; o de revisão do conhecimento, que busca informações na literatura a partir de demandas como as de municípios e territórios, por exemplo; e, por fim, o de tradução do conhecimento, que visa adequar esse material construído por todas as outras áreas para que possa chegar de forma mais palatável para o público-alvo em um suporte direto de atendimento.

 

“A Picaps traz a possibilidade da construção de um arcabouço de colaboração, então ganhamos mais velocidade nas ações conjuntas, mas segue cada órgão com sua individualidade. Esse é o grande fator positivo desse espaço formal de colaboração interinstitucional”, avalia Brant, ao lembrar que ambas as instituições mantêm suas rotinas e seus compromissos assumidos anteriormente à pandemia.

“O que fazemos, ao integrar a Picaps, é construir um espaço de integração para que as ações que estão sendo feitas pela Fiocruz não sejam repetidas pela Sala de Situação. Assim, podemos alinhá-las e de forma que um grupo possa fortalecer o outro", descreve.

 

Por exemplo: a Sala de Situação trabalha com ênfase a questão do geoprocessamento e a equipe da Fiocruz dedica-se em especial ao mapeamento local. Assim, a possibilidade de integração desses dados gera potencial para algumas análises mais complexas, como pontua Brant.

 

Saiba mais

 

 

 

 

12 de Abril de 2021

Aplicativo contará com vigilância ativa institucional para auxiliar no monitoramento da COVID-19 na UNB

 

Agora, não será mais preciso reportar o estado de saúde por meio do preenchimento de formulários, enviados à Universidade de Brasília – UnB. Basta ter o aplicativo Guardiões da Saúde instalado no celular ou tablet, acionar a vigilância ativa institucional e vincular à instituição que pertence (UnB ou HUB).

 

A partir desse ato, caso o usuário apresente sintomas relacionados ao novo coronavírus, ele será monitorado, diretamente, por profissionais da saúde da Coordenação de Atenção e Vigilância em Saúde da UnB – CoAVS/UnB, que entrará em contato para orientação, acompanhamento e rastreamento de contatos. É uma forma da instituição cuidar da saúde da sua comunidade, interrompendo a cadeia de transmissão da doença.

 

Estamos melhorando nosso processo de vigilância ativa, e com a transição para o Guardiões da Saúde vamos ganhar tempo e praticidade para o acompanhamento de todos participantes.

 

Baixe o Guardiões da Saúde na loja de aplicativos do seu dispositivo Apple Store ou Google Play

 

Veja abaixo como participar da Vigilância Ativa UnB/HUB.

 

1 2

 

3 4

 

5  6

 

7 8 

 

Confira as atualizações dos Sitreps até 13 de abril

 

 

 

28 de Fevereiro de 2019

 

Coordenação de Atenção e Vigilância em Saúde (CoAVS)

Darcy Ribeiro - Locais: ICC Sul, Sala AT 201/18 (Vigilância Ambiental, Secretaria Administrativa, Núcleo de Atenção e Vigilância em Saúde e Vigilância Epidemiológica).

Horário de funcionamento: 07h00 às 19h00

Telefone: A definir

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Núcleo de Atenção e Vigilância em Saúde (NAVS)

FUP – Faculdade UnB Planaltina

Local: Sala A1 20/63

Horário de funcionamento: 07h00 às 19h00

Telefone: 3107-8201

 

FGA – Faculdade do Gama

Local: Sala AT 24/29

Horário de funcionamento: 07h00 às 19h00

Telefone: A definir